Tempo é dinheiro, e nada melhor do que saber como pedir um orçamento gráfico de forma ideal para que o prazo não se perca por falta de alguma informação básica que tenha que ser repassada depois.

Pensando nisso, criamos esse post para mostrar alguns dos itens que não podem faltar em seu orçamento e também com dicas úteis para que qualquer profissional saiba o que cada um deles significa. Ficou curioso? Vamos lá?

Formato

Móbiles, banners, adesivos, bandejas, displays, cavaletes… o que não faltam são formatos de materiais que podem ser usados em um PDV para atrair a atenção do público para um determinado produto ou serviço. No entanto, além de saber qual formato será requisitado no orçamento gráfico, é necessário entender alguns detalhes importantes sobre ele antes de fazer o pedido.

Tamanho

Primeiramente é importante deixar bem claro qual é o padrão de medidas que deve ser usado na hora de informar o tamanho de alguma arte. É bom lembrar que muitas pessoas se confundem informando primeiro a altura e depois a largura de uma impressão quando, na verdade, o padrão deve ser sempre largura x altura — e se você tiver alguma dúvida quanto a isso, basta abrir o seu Photoshop ou Illustrator e reparar a ordem que o próprio programa usa para criar as artes.

E caso o seu material tenha profundidade, a medida então deve ficar assim: largura x altura x profundidade. Também é muito importante informar qual será aquela medida em centímetros ou milímetros.

Dobras

Artes como as display de chão, faixa de gôndola e stopper também envolvem dobras e é muito importante informar quantas delas terão no seu material.

Tipo de material que deve ser usado na produção

Outro ponto muito importante sobre um projeto gráfico é o tipo de material que será usado na produção, afinal, cada material tem uma durabilidade, preço e flexibilidade diferente. Alguns dos que são usados mais comumente são:

  • Lona;
  • Poliestireno (PS);
  • PVC;
  • Papel Duplex;
  • Papelão.

Vale lembrar que, no caso dos papéis e lonas, ainda existe uma opção de gramatura — peso da folha e, no caso de plásticos e adesivos, a opção da espessura — para cada tipo de material e isso também deve ser levado em consideração na hora de pedir um orçamento gráfico.

Cores

A quantidade de cores de uma peça gráfica é um dos pontos que normalmente mais faltam nos pedidos de orçamento.

Podendo ser produzidos normalmente com 1×0, 1×1, 4×0, 4×1 e 4×4 cores, os materiais de impressão devem se encaixar em um desses modelos para que possam ser confeccionados corretamente. Mas caso você não saiba ao certo o que cada um desses termos significa, aqui vai uma ajudinha:

1×0 – Quando um lado tem apenas uma cor e o outro nenhuma;

1×1 – Impresso em uma cor de cada lado.

4×0 – Quando um lado é colorido e o outro é sem impressão.

4×1 – Quando um lado é composto por várias cores e outro apenas uma;

4×4 – impressão colorida na frente e no verso

Nesses casos o número 1 representa uma cor e o número 4 diz respeito às 4 cores principais das impressões CMYK (azul, magenta, amarelo e preto).

Quantidade de peças

É muito importante também deixar claro qual será a quantidade de peças daquele material, afinal, essa informação pode alterar a escolha do processo de impressão até o valor do orçamento — lembre-se de que normalmente quanto maior o número de peças, menor será o valor unitário.

 

Tipo de acabamento

Quem busca produzir algo diferenciado acaba adicionando tipos de acabamentos diferentes nele. Esses acabamentos podem ter diversos formatos, como cortes com cantos arredondados (cortes especiais) e películas sobre a impressão (laminação), tudo dependendo do gosto do cliente ou das ideias da produtora. Dentre os mais comuns estão:

Laminação

Na laminação é inserido um tipo de película por cima do material para que ele fique protegido e com um aspecto brilhante ou fosco.

Verniz

Assim como acontece na laminação, o verniz também pode deixar um material com aspecto brilhante, no entanto seu diferencial é que ele pode ser aplicado em apenas algumas partes da arte (localizado) , como na logo ou em algum desenho em especial que o produtor deseje ressaltar, ou em toda a peça.

Corte especial

Peças com corte convencional são aquelas que podem ser feitas por meio de uma guilhotina usando apenas um corte direto (como em quadrados e retângulos). Já as de corte especial são aquelas que pedem um canto arredondado ou bordas estilizadas, necessitando assim de facas especiais ou mesa de corte (plotter) para serem produzidas.

Prazo

Este é um dos pontos mais importantes de um orçamento gráfico. Apesar de os prazos maiores serem os mais indicados, sabemos que normalmente os trabalhos precisam ser entregues com um período mais apertado. No entanto, vale lembrar que prazos muito corridos tendem a deixar o orçamento menos enxuto e até mesmo inviabilizar a produção dependendo dos casos. E por isso é importante não apenas informar a data limite correta como também respeitá-la ao máximo, não tentando mudá-la ao longo do processo.

Frete

O cliente deve informar o local onde ele quer que os produtos sejam entregues, com um endereço completo (com CEP, complemento etc.). Há, ainda, a opção de retirar na gráfica. Tudo isso influenciará no valor do frete.

Informações básicas do orçamento gráfico

Por fim, entram as informações básicas, necessárias para o retorno de um orçamento gráfico ou o contato em caso de alguma eventualidade.

Nunca deixe de informar o seu nome, e-mail, telefone para contato, empresa, ramal (quando necessário), valor de comissão (BV) — quando for o caso — e forma de recebimento da produção, que pode ser feita na própria gráfica ou por entrega, sendo necessário nesse caso a cobrança do frete.

Informar corretamente todos esses dados pode fazer com que seu orçamento saia mais rapidamente e que seu projeto fique pronto até mesmo antes do prazo, trazendo aquele sorriso do seu cliente. E quem é que não deseja isso, não é verdade? Portanto, não se esqueça de nenhum detalhe na hora de pedir o seu próximo orçamento.

E então, você também tem alguma dica para compartilhar com a gente e com os outros leitores do nosso blog? Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário e continue acompanhando os nossos posts!