A área de eventos vem crescendo exponencialmente no país e preparamos para você algumas dicas para montar um stand. A cada ano as feiras e afins conseguem, mesmo em tempos de incertezas econômicas, apresentar um constante crescimento.

Então, os produtores de eventos, veem cada vez mais a necessidade de buscar novidades e especializações a fim de criar ambientes favoráveis para que as empresas conquistem o retorno para o investimento nessas participações, atraindo cada vez mais clientes e negócios. O stand, então, tornou-se de vital importância não apenas para marcar presença e ser um cartão de visitas, mas também se mostrando como um ambiente que vai permitir à marca, a construção e o fortalecimento das mensagens de marketing, bem como agregar valor aos produtos e serviços ofertados por ela.

Por isso é necessário que o produtor responsável pela participação no evento consiga traduzir de forma gráfica e de fácil assimilação o negócio do cliente em cada canto do stand montado, aproveitando ao máximo o espaço disponível para promover, atrair o público e engajá-lo. Isso permitirá a interação para veiculação das mensagens de marketing, gerando leads e, até mesmo, fechando vendas ou parcerias.

E não pense que basta produzir alguns folhetos e levar amostras e brindes para poder considerar um sucesso a sua incursão no mundo dos eventos. Muito mais está envolvido no processo, e é preciso planejar para fazer com que as pessoas se encantem à primeira vista e não consigam resistir à tentação de entrar no espaço para, então, conhecer melhor tudo o que a empresa tem a oferecer. Separamos neste artigo algumas dicas preciosas para montar um stand impecável em eventos. Portanto, muita atenção para conseguir alcançar o sucesso nessa empreitada.

O que valoriza o stand?

É preciso, antes de tudo, saber que o stand é o espaço estratégico do negócio do cliente dentro de um ambiente relativamente pequeno, onde se concentra uma grande fatia da concorrência direta e indireta do cliente. Portanto é preciso, antes de tudo, elencar os principais pontos de valorização e atração para o seu projeto dentre os demais. Afinal, são eles que vão permitir que o ambiente criado por você e pela sua equipe não seja engolido no meio de gigantes.

E é exatamente por essa razão que separamos abaixo quatro dicas muito importantes para que você possa começar o planejamento do stand para o evento do seu cliente com as maiores e melhores chances de sucesso. São eles:

O uso de produtos impressos com qualidade

Se o visual é uma parte muito importante para a execução de projetos desse tipo, é preciso, claro, escolher muito bem a empresa que vai executar os serviços gráficos para você.

É necessário investir em materiais impressos de qualidade indubitável para compor o ambiente e fazer parte das ações previstas durante o evento, entre distribuição de material promocional, brindes e tudo mais. Isso significa que a empresa contratada por você para a execução do projeto deve ter a tecnologia, o know-how (conhecimento) e a experiência demandados.

Independentemente dos materiais escolhidos, é fundamental obedecer tamanhos, cortes, cores e boa impressão para garantir a qualidade do resultado dos produtos e, consequentemente, a qualidade da própria participação da marca no evento.

O uso de cores interessantes e condizentes com o negócio do cliente

Outra dica de ouro para produtores gráficos na hora de montar um stand maravilhoso para qualquer cliente, diz respeito à escolha das cores para a produção dos materiais. Não basta encontrar composições que sejam modernas e agradáveis ao olhar, é preciso que essas cores sejam também condizentes com a área de atuação e com a própria marca do cliente.

Para ajudar nessa tarefa, um material de extremo valor utilizado é o Manual de Identidade Visual, peça criada por muitos designers que abordam os pormenores do logo, bem como as regras para a sua aplicação. Em muitos documentos, inclusive, é possível saber quais as cores permitidas — e quais as proibidas — na execução de projetos visuais e gráficos.

A utilização de recursos visuais para atrair as pessoas

Se o objetivo da participação de uma empresa em um evento é a atração de clientes em potencial, é lógico que deve ser feito o uso de recursos visuais que atraiam as pessoas. Vale lembrar aqui que grande parte do poder de atração está na visão, ou seja, é preciso fazer uso deles para poder se destacar.

Em um ambiente lotado de concorrentes, apostar no lugar-comum pode ser uma estratégia perigosa. Então, na hora de elaborar o projeto do stand, procure empresas que ofereçam soluções diferentes e que o ajudem a dar asas à imaginação, criando o local ideal para o seu cliente.

Aposte na personalização de material através de adesivos, na produção de banners e backdrops de cair o queixo, além de elementos que possam ser aplicados no chão, nas paredes e até mesmo no teto.

A possibilidade de demonstração ou degustação do produto ou serviço

E nenhuma participação em evento pode ser feita apenas para que o cliente esteja lá. Parte do processo de se investir na presença em feiras e afins está na possibilidade de mostrar e oferecer ao público demonstrações que comprovem o que propaga suas mensagens de marketing nas propagandas, ações e campanhas veiculadas.

Vamos explicar com mais clareza: se o seu cliente produz uma pasta de dente clareadora e em todos os materiais o benefício mais reforçado é a sua ação clareadora a partir de apenas uma aplicação, superior aos produtos encontrados no mercado, é preciso, ou melhor, é fundamental, que no stand do seu cliente sejam apresentados, de preferência cara a cara, esse e outros benefícios. Aqui vale lançar mão de demonstrações, oferecer brindes e, inclusive, trazer profissionais reconhecidos no mercado para poder falar sobre as tecnologias empregadas para chegar a esse resultado final.

Mas as empresas que oferecem serviços — e não produtos — não precisam ser deixadas de fora e as demonstrações também são muito bem-vindas, no formato que permita a melhor e mais rápida absorção das facilidades e soluções oferecidas. Vale lembrar aqui que o portfólio e toda a experiência são diferenciais que precisam estar ao alcance da visão dos visitantes.

Agora, de posse dessas quatro dicas principais, fica muito mais fácil começar a pensar no que deve ser levado em consideração na hora de fazer um projeto para a montagem de um stand maravilhoso para o seu cliente.

A identidade visual

Bom, se falamos acima sobre as dicas que abordam diretamente os aspectos visuais na hora de montar um stand, é preciso que se dedique um item especialmente à identidade visual. Afinal, é ela que oferecerá ao produtor gráfico os parâmetros e ideias que devem ser seguidas.

Mas por que? Na verdade, uma das maiores forças de uma marca está exatamente na capacidade dela de manter a sua mensagem principal de marketing inalterada, independentemente do veículo, espaço ou ocasião. Isso significa que o projeto de um stand para um evento deve estar sempre em sintonia com este projeto maior, reforçando a mensagem a todo instante.

Falamos no tópico anterior desse artigo sobre a importância da escolha acertada e o uso correto dos esquemas de cores e da identidade visual para uma composição não apenas bonita, mas também funcional. E agora vamos explicar por que esses detalhes impactam tanto na execução de projetos de stands em eventos.

A questão principal desse assunto é que, na verdade, é preciso que o produtor gráfico tenha em mente que tudo aqui funciona de forma interligada, tanto na concepção quanto na montagem de qualquer ambiente de uma determinada marca, ainda mais quando o objetivo é se destacar no meio da concorrência em espaços relativamente pequenos. Quando falamos o quão fundamental é a manutenção de uma única mensagem de marketing, o que queremos dizer é que é preciso escolher todos os aspectos que a envolvem com imenso cuidado.

Se a área de atuação do cliente da empresa é voltada, por exemplo, para a produção de produtos alimentícios orgânicos, a escolha do visual deve levar essa informação em consideração. As fontes para os textos, por exemplo, devem passar longe daquelas que contenham traços modernos em demasia, assim como as que sejam rebuscadas.

As cores também devem trabalhar para a harmonização do conjunto da obra. A partir da escolha das escalas ficará muito mais fácil para o público reconhecer o stand da empresa à distância, em vez de ter o visitante passando por ele sem nem ao menos enxergá-lo.

Ainda nos mantendo dentro do exemplo do produtor de alimentos orgânicos, podemos destacar o uso comum de cores neutras que remetem, de alguma forma, à natureza, à terra e outros elementos clássicos ligados à produção natural, como o marrom e o verde. E não custa repetir que essas escolhas devem, impreterivelmente, passar pelo manual de identidade visual da marca em questão, a fim de indicar qualquer proibição de cores ou escalas, ou mesmo particularidades para a aplicação do logo.

Só que isso não deve, de forma alguma, engessar a criação do produtor gráfico que está executando o projeto de stand para o cliente, mas sim oferecer a todos os subsídios que vão permitir o planejamento organizado dessa empreitada sem a necessidade de vai e vem de projetos e mil solicitações de alterações por não ter cumprido com os requisitos que já constavam no manual de identidade visual da empresa.

Uso de produtos de rápida montagem

Vale destacar que é necessário pensar não apenas em beleza e atração, mas também nos aspectos práticos envolvidos na montagem de um stand. É preciso também que o projeto desenhado e aprovado permita uma rápida execução, sem custos elevados. Tenha em mente que muitos eventos realizados nos dias de hoje contam com cada vez menos tempo para a montagem dos stands, então a utilização de cada hora deve ser fortemente planejada.

Fora isso, temos também presente na cabeça do cliente a necessidade urgente de se cortar todo e qualquer gasto desnecessário, o que implica diretamente nos projetos e suas necessidades de adoção de facilidades que não dependam de muitas horas para que o ambiente esteja completo.

É exatamente por isso que, hoje em dia, muitas soluções de produtos gráficos são pensadas exatamente com base nessas necessidades, sem deixar de se preocupar com os aspectos visuais, tão fundamentais.

Um deles é o totem, que pode ser elaborado em três diferentes formatos. Dessa forma, o produtor e o cliente podem escolher aquele que irá descrever da melhor forma os objetivos da marca durante o evento:

  • O Totem Dobrável Automático: de formato elíptico, pode ser produzido com montagem automática em apenas um segundo. Produzido pela Petlink com um sistema patenteado, o Faster Displays, é flexível e versátil;
  • O Totem Pessoa Tamanho Real: esse formato é bastante popular quando o produto ou serviço da empresa envolve — seja por meio de propaganda, autoria ou afins —, figuras públicas. Tem um efeito publicitário inegável, sendo muitas vezes o foco de atenção para fotos e selfies — uma ação e tanto para o stand! O corte digital da figura permite precisão e personalização.
  • O Balcão de Degustação ou Promocional: feitos para permitir a interação do cliente, através de degustações ou demonstrações do produto.

Outro serviço que é um clássico, mas que pode fazer toda a diferença na hora de elaborar um stand inesquecível são os Backdrops. Feitos com a tecnologia Faster Displays, eles podem ser produzidos com impressão frente e verso, além de contarem com montagem automática em 3 a 5 segundos.

Aliás, se você ainda na conhece as soluções da Faster Displays — produzidas no Brasil exclusivamente pela Petink, essa é uma ótima oportunidade para conhecer tudo o que existe para que o stand no evento do seu cliente seja sempre inesquecível pelas melhores razões. São produtos executados com imensa qualidade, leves e, por isso, permitem que o investimento seja feito apenas uma vez para poder ser reutilizado em outras tantas participações. Um invejável retorno de investimento para qualquer empresa.

Clique aqui para ver o portfólio com mais de 20 produtos oferecidos pela Petink, com tecnologia Faster Displays, já com os tamanhos de execução. Um detalhe importante é o tempo de montagem desses produtos: de 1 a 5 segundos, apenas, dependendo do modelo. É, ou não, quase um milagre?

Considerações importantes e dicas para montar um stand impecável

Falamos aqui sobre os aspectos ligados principalmente aos materiais escolhidos e o uso das cores, ou seja, os artigos referentes ao impacto visual desse ambiente. Porém, não é apenas disso que se fazem bons materiais. Devemos, nesta empreitada, levar em consideração alguns fatores.

Algo que muitas vezes pode passar despercebido é a empatia. O que é isso? É colocar-se no lugar do cliente para saber se o que apresentamos é mesmo a melhor solução. Na verdade, ao invertermos a equação podemos deixar de pensar na figura do produtor gráfico elaborando o projeto para visualizar o que a contratante vê na hora de imaginar a sua participação. Afinal, essas participações costumam consumir grande parte da verba anual para o marketing e todo investidor precisa se sentir seguro para aplicar, não é?

Outro aspecto que muitas vezes também deixamos de prestar atenção é ouvir o que o cliente tem a dizer, ou seja, entender as suas expectativas para a execução do projeto. Afinal, se a decisão final será dele, nada mais justo do saber dele o que deseja. Sabemos que muitas vezes é necessário filtrar as informações ao que é factível com o orçamento  e especificações técnicas, mas devemos sempre ter em mente que é somente assim que  poderemos chegar com muito mais rapidez e exatidão aos resultados pretendidos.

Esses dois aspectos significam não apenas saber informações, mas se inteirar acerca das estratégias que envolvem a participação em eventos em geral e qual é a parte deles dentro de toda a estratégia de marketing. Somente assim um produtor gráfico poderá oferecer não apenas as mais belas soluções para o visual, mas também elencar quais as melhores soluções para cada das demandas apresentadas pelo cliente.

Isso significa conhecer todas as possibilidades oferecidas — e nesse ponto a Petink e a Faster Displays podem te surpreender! Você encontrará tudo o que procura em termos de materiais para montagem a fim de poder se adequar às necessidades e desejos do seu cliente, atendendo a todas as solicitações de forma inteligente e viável, buscando fazer o máximo de cada investimento.

Conclusão do que foi apresentado

Agora vamos relembrar tudo o que foi apresentado dentro desse universo de produção e montagem de stands em um evento.

Em primeiro lugar, lembre-se da importância desse mercado para toda e qualquer empresa, independentemente do tamanho ou área de atuação. Na verdade, os eventos vêm se apresentando como uma oportunidade de aproximar empresas e seu mercado consumidor de uma forma prática. Mesmo dentro de um ambiente globalizado a partir do uso da internet, os contatos cara a cara, ao vivo e em cores, através do tato continuam sendo importantes e, até mesmo, um diferencial para muitas marcas.

Apostar nos eventos pode fazer com que as empresas sejam conhecidas e reconhecidas por muitos que, às vezes, nem conheciam todas as soluções que uma marca pode oferecer, assim como demonstrar o expertise, tendências de mercado, meios de produção etc. Só que, junto com esses benefícios também temos algumas dificuldades. Assim como este é um ambiente favorável para a empresa do seu cliente, é visível que essa também acaba sendo uma oportunidade para que muitos outros negócios da mesma área também invistam,ou seja, concorrentes diretos e indiretos do seu cliente. Exatamente por isso é tão importante ter atenção a cada detalhe e pedido para realmente conseguir fazer a diferença.

O que isso significa? Que o stand do seu cliente deve ser atraente e chamativo — na medida certa, é claro — para que possa ofuscar, ou, pelo menos, concorrer, com os stands dos outros. Todos, dentro de um mesmo ambiente, precisam procurar formas de atrair, conquistar e engajar o visitante, a fim de transformá-lo em cliente da sua marca e não das outras.

E é exatamente por isso que o planejamento do visual desse ambiente deve ser feito com todo o cuidado. É necessário escolher com calma cada elemento que irá compor o todo. Também é necessário que o produtor gráfico preste atenção à qualidade dos produtos gráficos que serão produzidos, para que eles possam reiterar a ideia comum à mensagem de marketing de qualquer marca: a qualidade dos serviços e produtos que são oferecidos ao público.

A escolha da empresa jamais deve ser feita apenas pelo preço, mas também pela qualidade dos produtos, a impressão, os tipos de material oferecidos, a tecnologia, a rapidez no atendimento, prazos de entrega e, é claro, a experiência dessa empresa no mercado, incluindo aqui o feedback dos clientes.

Outro ponto importante é que a produção de cada uma das peças escolhidas deve ser parte integrante de uma mesma identidade visual do seu cliente, que deve ser discutida com ele mesmo e somada à utilização de materiais de pesquisa como os manuais de identidade visual. É preciso aprender tudo o que for possível sobre esse cliente, antes de planejar o uso de cores; como deve ser feita a aplicação do logo, fontes, escalas cromáticas e tudo que vai permitir que o universo das suas escolhas seja coerente com aquilo que foi carinhosamente pensado pelo seu cliente.

E é a partir dessa junção de tantos fatores que é possível fazer uma produção gráfica que permita que a marca atinja todos os objetivos almejados e planejados na participação de um evento e terão como resultado uma experiência incrível do seu cliente com a sua empresa. É somente levando em consideração estes fatores que será possível a execução de um projeto consistente, que permita um investimento com altas chances de retorno e fidelização.

Convidamos você, então, a conhecer a Petink, os nossos produtos e, mais ainda, todas as soluções que podemos oferecer para que seu trabalho se destaque e o seu cliente esteja sempre satisfeito. Portanto, não hesite em entrar em contato conosco! Afinal, o seu sucesso é sempre a nossa maior preocupação!

Você ficou com alguma dúvida ou quer compartilhar sua opinião sobre o tema? Deixe um comentário!